Solicite um orçamento

Manutenção Preditiva

Manutenção Preditiva

Manutenção Preditiva é talvez a mais mal compreendida e mal utilizada de todos os programas de melhoria na maioria das plantas. Muitos usuários definem-na como um meio de prever falhas catastróficas de maquinas rotativas críticas. Outros definem manutenção preditiva como uma ferramenta de programação de manutenção que usa dados de análise vibratória e infravermelha ou análise de óleo de lubrificação para determinar a necessidade de ações de manutenção corretivas.  Uns poucos compartilham a crença precipitada por vendedores de sistemas de manutenção preditiva, que a manutenção preditiva é um remédio para todos os males, uma panaceia para as nossas plantas criticamente doentes. Um ponto em comum para todas essas definições é que é somente uma ferramenta de gerenciamento de manutenção..

Devido a esses conceitos equivocados, a maioria dos programas de manutenção preditiva estabelecidos não tem sido suficientes para obter uma significativa redução nos custos de manutenção ou uma melhoria mensurável no desempenho geral de todas as empresas. De fato, o contrário é muitas vezes verdade. Em muitos casos, os custos anuais de reparos, peças de reposição, qualidade do produto e produção cresceram drasticamente como resultado direto do programa.

Muito mais do que uma ferramenta de programação e não deve ser restrita ao gerenciamento de manutenção. Como parte integrante de um programa de gerenciamento de desempenho total da planta, pode prover os meios para aumentar a capacidade produtiva, qualidade do produto, e efetividade global nas nossas plantas de manufatura.

Definição

Manutenção preditiva é uma técnica de gerenciamento que, dito de forma simples, usa avaliações regulares das condições atuais de operação dos equipamentos da planta, sistemas de produção e funções de gerenciamento da planta para aperfeiçoar totalmente a operação da planta”.

  • Usa avaliações regulares das condições atuais de operação. Essa avaliações geram dados. Sem o tratamento destes dados nada será efetivo.
  • O output de um programa de manutenção preditiva são fatos e dados.
  • Até que as ações sejam tomadas para resolver desvios ou problemas revelados pelo programa, o desempenho da planta não pode ser melhorado.
  • Os dados gerados por um programa de Manutenção Preditiva são oriundos da Inspeção.

Faz uso de técnicas tais como:

  • Análise Vibratória
  • Analise Termográfica
  • Analise Tribológica
  • Análise de Máquinas Elétricas (Testadores, Ponte de Wheatstone, Ponte dupla Kevin, Análise de perda Dielétrica, outras)
  • Inspeção dos quatro sentidos (Visão, Audição, Tato, e Olfato)

Técnicas da Causa Raiz.

Um programa de Manutenção Preditiva, além do envolvimento de outras áreas, precisa vir acompanhado por um treinamento, estendido a todas as áreas, de Análise de Falhas. A técnica a ser utilizada pode ser o MASP, FTA ou outra que se adeque a planta.

Sem um treinamento forte de Análise de Falha, nenhuma programa de Manutenção Preditiva será efetivo

MANUTENÇÃO PREDITIVA

Objetivos da Manutenção Preditiva

  1. Um bom programa de Manutenção Preditiva deve ter como objetivo principal mudar a cultura da Manutenção dentro da planta.
  2. Um Programa de Manutenção Preditiva nunca será eficiente o suficiente se não envolver toda a planta, principalmente a Produção e a área de Processos Industriais (Desenvolvimento e Engenharia de Fábrica)
  3. Um Programa de Manutenção Preditiva não pode ser uma ilha, corroborando o dito no item dois. Não se pode ter excelência em manutenção se outras áreas não tem a mesma condição. Não funciona desta forma.
  4. Um Programa de Manutenção Preditiva tem que vir necessariamente acompanhado de um Método Robusto de Análise de Falhas. Pode ser o próprio MASP ou FTA. Não importa o método, importa é a implantação e mais do que isso, o treinamento. Sem uma análise e eliminação da causa raiz, nenhum programa de manutenção será suficiente.
  5. As técnicas a serem utilizadas passam pela indicação e implantação de especialistas.
  6. Normalmente “santo de casa não faz milagres”, e a contratação de uma boa consultoria, além de trazer a expertise de outras configurações de plantas, ajuda a acelerar a implantação do sistema como um todo.
  7. Um Sistema de Manutenção Preditiva deve se basear em fatos e dados e o tratamento adequados dos dados oriundos, principalmente da inspeção, devem ser tratados adequadamente. Dados sem análise e tratamento adequado não servem para absolutamente nada.
  8. Manutenção Preditiva deve estar focada nos quatro pilares que a sustentam. Inspeção, Planejamento, Treinamento e envolvimento das outras funções como Produção, Processos, Compras, Qualidade.

Shark Consulting - Paixão pela Engenharia

 

Solicite um orçamento sem compromisso